{{'2017-06-18'| date:'longDate'}} Aprendendo a viver de novo...

foto

Ok. Você traz na uma bagagem emocional repleta de experiências que podem lhe afligir quando recordadas. Não sei o porquê, mas temos uma tendência a lembrá-las definindo-as pelos seus desfechos. E se terminaram, sem um final propriamente feliz, tendemos a desprezá-las ou as tratamos como se fossem vacinas que irão nos prevenir de novos males. Não perca de vista, entretanto, as riquezas trazidas por estas experiências. Seja pelos momentos felizes, seja pelos frutos concebidos, seja por ter testado sua capacidade de sobreviver e superar os desafios dos momentos de tristeza, de angústia ou aflição. Orgulhe-se da sua capacidade de resiliência, pois se você sobreviveu, de alguma forma reagiu positivamente. E se teve que tomar decisões difíceis, parabéns pela sua coragem! Você certamente não foi moldado na “linha de produção” típica que assola os acomodados. Quando um novo horizonte bater a sua porta, aproveite! Siga a estrada de tijolos amarelos… Vá conhecer novos lugares que farão parte de sua história. Dê-se ao luxo de viver novamente, de acreditar que pode ser feliz por inteiro… e até pensar num “para sempre”, por que não? É para isso que as experiências servem, elas nos tornam cada vez melhores e mais aptos a acertar. E até mesmo se errar novamente, elas lhe servirão como amortecedores mais potentes do que outrora. Não se preocupe com o amanhã. Com exceção do dia em que chamarem a sua “senha”, ele virá. Preocupe-se com o hoje, pois dando o seu melhor hoje, você pode ter certeza de que seu amanhã sempre será o melhor possível, ao menos no que depender de você. E dando o seu melhor “hoje”, você também o fará amanhã e depois e depois… pois somente o hoje existe. Aproveite a dopamina, a sensação de prazer que um simples pensamento ou lembrança de uma nova esperança no ar lhe traz. Ela será passageira, pois como tudo na vida, tem seu prazo de duração e irá se transformar em algo diferente com o decorrer do tempo. E quando essa transformação chegar, apenas significará que novas fases virão. Cada qual com seu gosto especial. Aproveite, valorize e saiba enxergar o valor da rotina, do estável, do perene. Faça bom uso da sua comunicação para que ninguém se perca em pormenores e trivialidades do cotidiano. Nem todos enxergam com a mesma lucidez em todos os momentos…Talvez seja hora de falar sobre isso “num lugar que só vocês conhecem”. O tempo só desgasta as relações que, de alguma forma, não são cuidadas, pelo menos por uma das partes. Então, se você se der conta de que borboletas andam revoando em seu estômago, friozinho na barriga e euforia repentina… Aproveite, pois “em tempos assim você aprende a viver de novo; em tempos assim você se entrega e se entrega de novo; em tempos assim você aprende a amar de novo…” Fonte: https://osegredo.com.br/2017/06/aprendendo-viver-o-novo/


foto por Karen Costa
Engenheira de Alimentos, formada pela Universidade Estadual Paulista - UNESP. Gosta tanto das pessoas quanto gosta dos números. Apaixonada por viagens e por aprender cada dia mais, pois cada momento apresenta uma oportunidade para ser aproveitada. Acredita que a vida é feita de sonhos e vontade para realizá-los.



Comentários...

foto
{{c.nome}} {{c.data| date:'short'}} {{c.conteudo}}


Faça um comentário...

Obrigado, {{contato.nome}}!
Seu comentário foi enviado.




Thank you for registering!

CLICK TO SEE
THE EBOOK



Enter your e-mail to access for free the ebook DA DOR À FELICIDADE

{{errors.newsletterEmail.message}}



Filtrando resultados por: {{config.query}} Nenhum resultado encontrado!

Continue escrevendo para começar a filtrar